RESENHA #26: PUNK & VIOLINO

Eleanor & Park é um livro de timing. Pegá-lo no momento errado (ou pelo motivo errado) pode ser desastroso para a leitura.

RESENHA #82: METÁFORA SOBRE ESCRAVIDÃO

A trama de Sonho Febril de George Martin reflete o que há de mais sagaz na escrita e nos enredos que o autor cria, incrível e impactante na medida certa.

RESENHA #161: AMO-O E ODEIO-O

A resenha trata de O conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas, cedido em parceria pela Martin Claret e Zahar.

RESENHA #55: A IMPORTÂNCIA DO TRAÇO

[PARCERIA LEITURA] A partir de uma concepção histórica, Mèredieu vai desfazendo estigmas e preconceitos em relação a arte da criança.

RESENHA #158: GERAÇÕES DE ESTRELAS

A resenha de Tempo de reacender estrelas, de Virginie Grimaldi, foi feita em parceria com a editora Gutenberg, selo da Autêntica.

RESENHA #84: O BAÚ DE OLYMPIA BINEWSKI

Estranho é o adjetivo que define Geek Love, a obra escrita por Katherine Dunn, e ela revoluciona com o bizarro.

RESENHA #66: MOVIMENTO FINAL

Ao falar de Nossa Música, consigo pensar apenas no número três. Três movimentos e as cortinas se fecham. Dessa forma, voltamos ao Barroco.

RESENHA #10: O ÓBVIO DA SOCIEDADE

[PARCERIA LEITURA] Esse livro retrata uma série de confissões - e seu subtítulo é "as primeiras confissões" - publicadas por Nelson na década de sessenta.

RESENHA #79: O MENINO E O HOMEM

[PARCERIA LEITURA] Uma das coisas mais valiosas que a literatura me ensinou é que o complexo às vezes reside nas palavras mais simples.

RESENHA #21: UM MORDOMO E TANTO

Embora tenham se passado dez anos de publicação dessa obra, o momento do xeque-mate ainda não chegou para Ciel Phantomhive.

RESENHA #04: A LIÇÃO DE UM MESTRE

Publicado no Brasil em 2015, "Sobre a escrita - a arte em memórias" é um dos livros de não-ficção que complementam o currículo do autor.

RESENHA #95: AO DESEJO DE VIVER

Marianne viveu uma vida que pareceu ter passado em um instante, até perceber que não poderia chamar o que tinha passado de vida, pois ela nada tinha vivido.