CRÍTICA #21: O HOMEM QUE RI

Qual é o impacto de uma risada? O riso, diferente da lágrima, geralmente, representa a felicidade, a alegria. Tal como as máscaras teatrais.

CRÍTICA #20: A EMOÇÃO DE UMA DESPEDIDA

Toda jornada que começa, acaba tendo seu fim, porque absolutamente nada é eterno nessa vida, ao menos, é a nossa premissa existencial.

CRÍTICA #19: A QUEDA DO PATRIARCADO

Tudo é movimentado para trazer o mais importante à tona: a crítica ao sistema patriarcal a que as mulheres são obrigadas a se submeter.

CRÍTICA #18: O PODER DE SER GRANDE

Shazam! não é um filme incrível, nem marcará ao ponto de fazer parte da história do cinema, no entanto, ele pode ser parte fundamental.

CRÍTICA #17: A LENDA DE AQUAMAN

Enquanto muitos preferem lembrar das referências maldosas aos poderes de Arthur Curry, eu prefiro enfatizar algo fundamental nesse filme: a literatura.

CRÍTICA #16: O CONFUNDUS LIVRO-FILME

O segundo filme de Animais Fantásticos foi a mistura exata do que acontece quando um livro não está preparado para ir em direção à tela dos cinemas.

CRÍTICA #15: AO EMPODERAMENTO

Muito diferente da série clássica, O Mundo Sombrio de Sabrina pode ser um choque tanto ruim quanto bom, pois a ideia não é copiar o antigo, mas inovar!

CRÍTICA #14: OUTRA PERSPECTIVA

O filme Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas é um clichê com roteiro óbvio – para nós, adultos –, voltado para o público infantil.

CRÍTICA #13: UM BOM FILME RUIM

Venom, personagem da Marvel Comics, ganha uma espécie de filme ruim, mas tão divertido, que você prefere fingir que os furos não estão lá.

CRÍTICA #12: DO SONHO AO PESADELO

Nenhuma adaptação é completamente fiel, o filme Coraline (2009) não é diferente.

CRÍTICA #11: O QUE DIZER DA TUA FORMA?

Nós, no século XXI, somos movidos por palavras, precisamos que nos comuniquem alguma coisa e, infelizmente, nem sempre é o suficiente.

CRÍTICA #10: O QUE É HUMANIDADE?

Há de se admitir que o fôlego se foi, a ânsia se consumiu e ministramos nossos receios e devaneios durante a série que estrela robôs e humanos.