ANÁLISE #21: ENTRE O FIDALGO E O ESCRITOR

Gonçalo é uma constante desconstrução de si mesmo, na medida em que se contradiz, e parece ter algo complexo, algo de indivíduo.

ANÁLISE #17: O ESTRANHO UIVO DO VENTO

Mergulhar no Morro através de suas páginas é sentir, nas regiões mais inóspitas da alma, ventos mais ardentes.

ANÁLISE #07: A MOTIVAÇÃO DO ESCRITOR

Cecília Meireles (1901-1964) foi uma jornalista, pintora, professora e, especialmente, uma das poetisas cariocas mais aclamadas da literatura brasileira.

ANÁLISE #29: FATO OU FICÇÃO?

Anne Fortier, autora de A irmandade perdida, escreveu uma narrativa focada nas amazonas, personagens lendárias e muito conhecidas da mitologia helênica.

ANÁLISE #08: A PERDA DO MEDO DO SOBRENATURAL

O sobrenatural está conosco há muito tempo, mais tempo do que realmente imaginamos, entretanto, o medo inicial que tínhamos dele desapareceu.

ANÁLISE #13: NAÇÃO ZUMBI

A leitura de um conto de Marcelino Freire parece ser a leitura de uma voz que ressoa pungente - na mente, nas páginas, nos becos e ruelas e favelas.

ANÁLISE #12: O TOM MONOCROMÁTICO

Monocromático é uma palavra capaz de definir muito bem a trilogia de Cinquenta Tons de Cinza, escrita pela a autora E. L. James.

ANÁLISE #18: ALICE POR ALICE

Enfrentar um mundo fantástico ou se questionar sobre a realidade que vive faz parte de diversas tramas e, sem sombra de dúvida, Alice é uma grande fonte de inspiração para a maioria delas.

ANÁLISE #23: O FEMINISMO EM OZ

Para alguns, essa é uma ideia que pode soar absurda; para outros, é uma ideia bem interessante a ser explorada, pois há uma fuga do arcaico.

ANÁLISE #02: JANE AUSTEN NOS QUADRINHOS

Se é um aficionado por Literatura Inglesa, ou até mesmo por livros em geral, já deve alguma vez ter ouvido algo sobre Jane Austen. Agora, em quadrinhos.

ANÁLISE #25: O PATÉTICO E O EXTRAORDINÁRIO

Existe na infância algo extraordinário que, se nos faltarem palavras para explicar, existirá um ato que definirá tudo: o riso ou o sorriso, ou a falta de boletos ou das responsabilidades.

ANÁLISE #14: A BESTA QUE HABITA A PELE DA FERA

Os contos de fadas foram e ainda são extremamente populares ao redor do mundo, sendo reinventados de tempos em tempos por adoradores do gênero.